Pick-upau nas Redes Sociais

 

Notícias+

Pick-upau e FNMA estão reflorestando Terra Indígena
Aldeia Tenonde Porã terá 10 hectares recuperados

23/09/2011 - Bons ares trazem novidades e soluções para a Aldeia Guarani Tenonde Porã, localizada na APA Capivari-Monos, no extremo sul da capital paulista. Depois de ser escolhida para abrigar o viveiro do Projeto Refazenda, que produz hoje mais de 100 espécies nativas com capacidade anual de cerca de 120.000 mudas e que emprega 12 indígenas, beneficiando cerca de 60 pessoas; receber uma linha de pesquisa do Projeto Darwin, que está desde 2010, realizando um levantamento florístico, agora começa a ser beneficiada por mais um projeto da Agência Ambiental Pick-upau.

Divulgação/Pick-upau
Dia da Árvore marca início do reflorestamento de 10 hectares na Aldeia Guarani Tenonde Porã.

Em parceria com o Fundo Nacional do Meio Ambiente – FNMA/MMA, o Pick-upau está recuperando áreas degradadas na aldeia e aplicando um enriquecimento genético com espécies nativas produzidas e escolhidas pelos próprios indígenas. O Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas – PRAD, que está sendo executado na aldeia, também beneficiará outra unidade de conservação na cidade de São Paulo, o Parque Estadual das Fontes do Ipiranga.

Divulgação/Pick-upau
Indígenas vão plantar cerca de 20.000 mudas em sua aldeia com apoio do Pick-upau e do FNMA/MMA.

Espécies como urucum (Bixa orelana), Palmeira-juçara (Euterpe Edulis), Pau-D’alho (Gallesia integrifolia), Açoita-cavalo (Luehea divaricata Mart.), Araucária (Araucaria angustifólia), Olho-de-cabra (Ormosea arborea) entre outras estão repovoando a Terra Indígena que possui hoje 24 hectares e mais de 900 habitantes. “É muito bom ter essas árvores de volta em nossa terra, é muito importante para nosso povo”, diz Karai Tataendy.

Divulgação/Pick-upau
Dia com forte neblina marca início de reflorestamento na Terra Indígena Guarani Tenonde Porã.

Parte das comemorações do Ano Internacional das Florestas declarado pela Assembleia Geral das Nações Unidas - ONU, o Projeto Refazenda atende uma das premissas promovidas pelo PNUMA – Programa de Meio Ambiente das Nações Unidades, com ações culturais e socioambientais, com o objetivo de fomentar a consciência pública para os problemas que afetam grande parte das florestas do Mundo e das pessoas que delas dependem.

Divulgação/Pick-upau
Muda de Tamboril plantada na Aldeia Tenonde Porã.

A recuperação de florestas e as pesquisas em desenvolvimento são apenas as primeiras ações previstas da Agência Ambiental Pick-upau para os próximos anos. “A ideia é aumentar a oferta de produtos florestais, através do Refazenda, e investir em pesquisa para podermos entender melhor a situação da Mata Atlântica, e se possível replicar essas informações em outras regiões”, diz Andrea Nascimento, coordenadora geral do Projeto Refazenda.

Divulgação/Pick-upau
Vista do viveiro do Pojeto Refazenda na Aldeia Tenonde Porã.

Sobre o Pick-upau
O Pick-upau é uma organização não-governamental sem fins lucrativos de caráter ambientalista 100% brasileira dedicada à preservação e a manutenção da biodiversidade do planeta. Fundada em 1999, por três ex-integrantes do Greenpeace-Brasil e originalmente criada no Cerrado brasileiro, tem sua base, próxima a uma das últimas e mais importantes reservas de mata atlântica da cidade São Paulo, a maior metrópole da América Latina. Por tratar-se de uma organização sobre Meio Ambiente, sem uma bandeira única, o Pick-upau possui e desenvolve projetos em diversas áreas ambientais. Saiba mais: www.pick-upau.org.br

Sobre o Projeto Refazenda
O Projeto Refazenda é uma iniciativa do Pick-upau, uma organização não-governamental sem fins lucrativos de caráter ambientalista, 100% brasileira, em parceria com empresas, fundos, governos e a Aldeia Guarani Tenonde Porã. O programa tem entre seus principais objetivos a produção de mudas nativas da mata atlântica, como forma de fomento da economia da comunidade indígena beneficiada e o aumento da oferta de produtos florestais destinados a recuperação e ampliação da cobertura vegetal de um dos biomas mais ameaçados do país, a Mata Atlântica. Saiba mais: www.refazenda.org.br

Sobre o FNMA
O Fundo Nacional do Meio Ambiente criado há 20 anos, é hoje o principal fundo público de fomento ambiental do Brasil, constituindo-se como um importante parceiro da sociedade brasileira na busca pela melhoria da qualidade ambiental e de vida. O FNMA é uma unidade do Ministério do Meio Ambiente (MMA), criado pela lei nº 7.797 de 10 de julho de 1989, com a missão de contribuir, como agente financiador, por meio da participação social, para a implementação da Política Nacional do Meio Ambiente - PNMA. O FNMA é hoje referência pelo processo transparente e democrático na seleção de projetos. Seu conselho deliberativo, composto de 17 representantes de governo e da sociedade civil, garante a transparência e o controle social na execução de recursos públicos destinados a projetos socioambientais em todo o território nacional. Ao longo de sua história, foram 1.400 projetos socioambientais apoiados e recursos da ordem de R$ 230 milhões voltados às iniciativas de conservação e de uso sustentável dos recursos naturais. Saiba mais: www.mma.gov.br

Da Redação
Pick-upau/Divulgação

 
 
Copyright 2011 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
     
 

Nas Redes

Agência Ambiental Pick-upau
Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental