Notícias
 
 
 

Encontro técnico discute pré-sal em Santos
Presidente do Pick-upau, membro do Consema, participou de encontro

A crescente dúvida sobre os impactos ambientais que a exploração da camada pré-sal pode gerar no litoral paulista resultou num encontro técnico sobre o desenvolvimento dos projetos, em Santos. Participaram da reunião a Secretaria do Estado do Meio Ambiente-SMA, a Petrobras, prefeituras da Baixada Santista e a sociedade civil representada por membros do Consema, entre eles, Andrea Nascimento, presidente da Agência Ambiental Pick-upau.

Pedro Calado/SMA-SP/Divulgação

O Secretário Estadual do Meio Ambiente, Pedro Ubiratan Escorel de Azevedo, o gerente geral da Unidade de Operações da Bacia de Santos da Petrobras, José Luiz Marcusso e o vice-prefeito de Santos, Carlos Teixeira Filho, estiveram do encontro. Além deles, também participaram os técnicos da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – Cetesb, do Conselho Estadual de Meio Ambiente – Consema, da Fundação Florestal – FF e da Polícia Ambiental, além dos secretários de Meio Ambiente de Santos, Fábio Alexandre Nunes, de Planejamento, Bechara Abdala Pestana Neves, e de Desenvolvimento, Márcio Antônio Rodrigues de Lara.

Pedro Calado/SMA-SP/Divulgação

O encontro teve início com Marcusso, gerente da Petrobras, divulgando os dados e projeções da exploração da Bacia de Santo. Ele disse que “A bacia começa na divisa de Cabo Frio e se estende até Florianópolis, passando por todo litoral paulista. É uma das maiores províncias de hidrocarbonetos do mundo. Atualmente são 60 mil barris de petróleo, até 2020 serão 1,8 milhão, entre exploração própria da Petrobras e parceiros”.

“Nós temos um plano de contenção e de riscos, mas nosso objetivo é evitar que eles aconteçam”, disse Marcusso quando foi indagado pelos Conselheiros do CONSEMA a respeito de ações para evitar que acidentes afetem o ecossistema marinho local, destacando que a prioridade é impedi-los.

Ações estratégicas

Marcos Vinícius de Mello, responsável pelas ações de meio ambiente da Petrobras, expos as ações promovidas e futuras, relacionadas, a eventuais impactos, controle da poluição, comunicação social, educação ambiental, monitoramento sistemáticos com sensores remotos, oceanográficos e metereológicos e monitoramento ambiental. “Vamos acompanhar as condições do oceano e analisar a influência das atividades sobre os ecossistemas marinhos. Além disso, temos projetos de compensações das nossas emissões”, disse Mello.

Pedro Calado/SMA-SP/Divulgação

“Discutimos desde o começo com todos os atores sociais um planejamento integrado urbanístico, ambiental e econômico. Além de uma integração permanente entre Petrobras, Governo do Estado de São Paulo, sociedade e prefeituras da Baixada Santista”, disse Fábio Alexandre Nunes, secretário de desenvolvimento da prefeitura de Santos, mostrando que há uma preocupação em sensibilizar a sociedade sobre as mudanças que a exploração traria para a Baixada Santista.

Pedro Ubiratan enfatizou que o objetivo do encontro é criar uma agenda permanente e integrada entre todos os órgãos participantes do projeto criando ações estratégicas, citando como exemplos o que ocorreu em Macaé e no Golfo do México. “Os impactos do pré-sal sobre a cidade, o meio ambiente, população é muito grande. Minha preocupação é que possamos nos apropriar melhor dos benefícios que a riqueza gerada com a indústria do petróleo, não só os royalties, com o que vai acontecer com as pessoas que vivem na Baixada e com o meio ambiente” e que “Precisamos estudar o que aconteceu nesses casos, analisar, rever para que não aconteça aqui”.

Marcusso afirmou que se aprendeu muito com esses dois casos. “Macaé era uma ilha de pescadores, aqui em Santos temos um trabalho integrado de governança. Criamos um plano diretor conjunto, que envolve tráfego, energia, transportes e segurança. Quanto ao acidentes, temos um plano de gerenciamento de risco e volto a reiterar, o principal objetivo é evitar que eles aconteçam”.

Da Redação
Colaborou: Lukas Campagna
Fotos: Pedro Calado

 
 
 
 

 

Notícias  
 
 
 
 
     
SEJA UM PATROCINADOR
CORPORATIVO
A Agência Ambiental Pick-upau busca parcerias corporativas para ampliar sua rede de atuação e intensificar suas propostas de desenvolvimento sustentável e atividades que promovam a conservação e a preservação dos recursos naturais do planeta.

 
 
 
 
Doe Agora
Destaques
Biblioteca
     
Doar para a Agência Ambiental Pick-upau é uma forma de somar esforços para viabilizar esses projetos de conservação da natureza. A Agência Ambiental Pick-upau é uma organização sem fins lucrativos, que depende de contribuições de pessoas físicas e jurídicas.
Conheça um pouco mais sobre a história da Agência Ambiental Pick-upau por meio da cronologia de matérias e artigos.
O Projeto Outono tem como objetivo promover a educação, a manutenção e a preservação ambiental através da leitura e do conhecimento. Conheça a Bibloteca da Agência Ambiental Pick-upau e saiba como doar.
             
       
 
 
 
 
     
TORNE-SE UM VOLUNTÁRIO
DOE SEU TEMPO
Para doar algumas horas em prol da preservação da natureza, você não precisa, necessariamente, ser um especialista, basta ser solidário e desejar colaborar com a Agência Ambiental Pick-upau e suas atividades.

 
 
 
 
Compromissos
Fale Conosco
Pesquise
     
Conheça o Programa de Compliance da Agência Ambiental Pick-upau sobre políticas de combate a corrupção, igualdade de gênero, direito das mulheres e combate ao assédio moral e sexual no trabalho.
Entre em contato com a Agência Ambiental Pick-upau. Tire suas dúvidas e saiba como você pode apoiar nosso trabalho.
O Portal Pick-upau disponibiliza um banco de informações ambientais com mais de 35 mil páginas de conteúdo online gratuito.
             
       
 
 
 
 
 
Ajude a Organização na conservação ambiental.
     
CONHEÇA + EXPLORE +
SIGA-NOS
 

 

 
Projeto Aves
Missão e Valores Plastic no Thanks
O Que Fazemos Programa Atmosfera
Programa de Compliance Rede de Sementes e Mudas
Voluntariado Novas Florestas
Parcerias Pesquisa em Biodiversidade
Notícias Darwin Society Magazine
Doe Agora Revista Atmosfera
Negócios Sustentáveis Universo Ambiental
Publicações Notícias Socioambientais
Biblioteca C-3PO
CECFLORA R2-D2
Contato  
     
 
Todos os direitos reservados. Agência Ambiental Pick-upau 1999 - 2021.