Patrocínio
 


 

Pesquisa diz que 16 das 20 aves de jardim da Grã-Bretanha podem estar sumindo
Levantamento anual indica que espécies podem estar desaparecendo desses ambientes

05/05/2021 – Mais de um milhão de pessoas participaram do anual Big Garden Birdwatch, organizado pela RSPB, na Grã-Bretanha. O levantamento indica que o pardal continua como a espécie mais avistada nos jardins, mas outras aves podem estar em declínio.

O público desse ano foi o dobro do ano passado, talvez um efeito da pandemia de covid-19, onde o isolamento e os períodos em casa foram mais comuns. A pesquisa foi realizada no último fim de semana de janeiro. Em segundo lugar ficaram o chapins-azuis, observados em três, de cada quatro jardins britânicos. Já os estorninhos ficaram em terceiro lugar entre os mais presentes, caiu uma posição desde o último levantamento, onde permaneceu desde 2010. A espécie teve uma redução de 83% desde 1979.


Reprodução/Maxpixel

 



Já o pintassilgo e o tentilhão continuam em queda. Os números apresentam as maiores reduções desde o inicio do Big Garden Birdwatch, em 1979. O pintassilgo e a pomba-coleira tinham apresentado bons números nos últimos anos, mas houve redução em comparação a 2020. Somente Melros e corvos registraram aumento.

A observação serve como alerta para o desaparecimento do tordo, que sempre figurava entre os 10 mais avistados nos primeiros anos do BGG. Até 2009, os números registravam menos da metade dos observados em 1979. Este ano, ficou em 20º lugar, visto em menos de 1 em cada 10 jardins. A espécie apresenta uma redução de 78% desde a primeira contagem.

“A vida selvagem que nos deu tanto interesse e consolo é agora apenas uma fração do que deveria estar lá. Por trás dessa onda de apoio público, precisamos que o governo assuma a liderança global, as oportunidades políticas e legislativas abertas a ele este ano para reverter o declínio e restaurar a natureza agora”, afirma a RSPB em comunicado.


Reprodução/Maxpixel

 



Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações do The Guardian agências internacionais
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
 
Copyright 2021 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
     
   

 

     
Patrocínio    
     
     
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental