Patrocínio
 


 

Canários criam resposta imunológica observando aves doentes
Pesquisa indica que canários podem desencadear imunologia só vendo outros indivíduos

16/06/2021 – Pesquisadores da Oklahoma State University, da University of Central Oklahoma e da University of Arkansas descobriram que a observação de aves doentes de sua própria espécie parece ser suficiente para desencadear uma resposta imunológica em canários saudáveis. O estudo realizado em laboratório foi publicado na revista Biology Letters.

Estudos anteriores já indicavam que outras espécies, como os humanos, já demonstravam essa capacidade de observar condições de saúde de outros indivíduos, quando esses apresentam algum sinal de doença aparente. Mas segundo os pesquisadores, para algumas espécies isso pode ser um problema e proporcionar o risco também de ficarem doentes.


Reprodução/Maxpixel

 



Para os pesquisadores, aves que vivem em grupos por uma questão de segurança e sobrevivência, por exemplo, podem ter que desenvolver estratégias para lidar com doenças no grupo. Nessa nova pesquisa, os cientistas descobriram que ao menos para os canários, o simples fato de observar outras aves adoecerem seria o suficiente para iniciar uma resposta imunológica.

Os canários foram colocados em gaiolas montando um grupo que foi posicionado uns de frente para os outros. Depois os pesquisadores infectaram um dos grupos com uma bactéria leve, com objetivo de diferenciar as condições de saúde entre os indivíduos. Os sintomas da infecção começam a ficar mais evidentes quando as aves apresentaram um comportamento mais letárgico após desenvolverem conjuntivite.

Os pesquisadores observaram que as infecções deixavam as aves com uma aparência bem debilitada. Segundo os protocolos da pesquisa, as aves doentes não tiveram contato os indivíduos saudáveis para evitar infecções não programadas. Montaram ainda um cenário similar em outro local distante do laboratório como controle, onde nenhum dos grupos foi infectado com a bactéria.


Reprodução/Maxpixel

 



O experimento foi conduzido por um mês, onde foram coletadas amostras de sangue e anotadas as mudanças na aparência das aves doentes e como uma ave saudável poderia identificar esse individuo doente. Os pesquisadores identificaram que o sistema imunológico das aves saudáveis começou a se agitar quando perceberam que havia aves doentes próximas. As medições CH 50 (usada para avaliar suspeitas de doenças) mostraram um aumento em todas as aves saudáveis e foram ainda maiores naquelas que tiveram uma melhor visão dos espécimes doentes. Também verificaram que os glóbulos brancos aumentaram e os níveis de citocinas não se alteraram.

“Esses dados indicam que os sinais sociais de infecção podem alterar as respostas imunológicas em indivíduos saudáveis e sugerem que as informações públicas sobre a doença podem moldar como os indivíduos respondem à infecção”, diz o estudo liderado por Ashley C. Love e publicado na Biology Letters.


Reprodução/Maxpixel

 



A pesquisa pode indicar novos caminhos para compreender como grupos de animais se comportam com o perigo de uma doença e que pode levar a redução ou até extinção de um grupo.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações da Phys e agências internacionais.
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
 
Copyright 2021 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
     
   

 

     
Patrocínio    
     
     
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental