Patrocínio
 


 

Cientistas decifram ondas cerebrais de aves durante canto
A tecnologia que analisa atividade cerebral pode ajudar na ‘leitura de mentes’

24/07/2021 – Uma nova pesquisa indica que possa recriar a vocalização de aves, por meio da leitura da atividade cerebral e isso pode significar um avanço no estudo da atividade neural desses animais em tempo real. Segundo Timothy Gentner, professor de psicologia da Universidade da Califórnia, San Diego (UCSD), a pesquisa pode ajudar no futuro pessoas com doenças que prejudicam a capacidade de comunicação, pois os cérebros das aves têm semelhanças com os dos humanos.

"Estamos aproveitando 40 anos de pesquisa em aves para construir uma prótese de fala para humanos - um dispositivo que não iria simplesmente converter os sinais cerebrais de uma pessoa em um conjunto rudimentar de palavras inteiras, mas dar-lhes a capacidade de fazer qualquer som, e assim qualquer palavra, eles podem imaginar, liberando-os para comunicar o que quiserem", disse Gentner em comunicado à imprensa.


Reprodução/Maxpixel

 



A UCSD apresentou um áudio onde se pode ouvir uma gravação da vocalização do tentilhão-zebra, seguida por outra reprodução biomecânica da mesma vocalização com base nos sinais cerebrais da ave. "Birdsong compartilha uma série de semelhanças únicas com a fala humana, e seu estudo rendeu uma visão geral sobre vários mecanismos e circuitos por trás do aprendizado, execução e manutenção da habilidade motora vocal", explicam os autores. "Além disso, a biomecânica da produção de canções é semelhante à dos humanos e de alguns primatas não humanos.", diz o comunicado.

Segundo os autores do estudo, apesar do último ancestral comum entre aves e humanos tenha vivido há mais 300 milhões de anos, nossos cérebros conservaram semelhanças significativas. "Neurônios, os blocos básicos de construção do cérebro em humanos, aves e quase todas as outras criaturas com uma espinha dorsal, são notavelmente semelhante. O ponto crucial do problema em ambas as espécies é o mesmo: como traduzimos padrões de atividade neural em padrões de sons? Mas o que torna o canto das aves um candidato ideal para esse tipo de trabalho é sua similaridade funcional com a fala humana", dizem os pesquisadores em entrevista ao periódico Salon.

Os cientistas explicam que algumas espécies de aves como os papagaios conseguem vocalizar e se comunicar de modos complexos, como se estivessem compreendendo a linguagem humana, mas as aves não têm essa capacidade de linguagem, ao menos não da forma que temos. "A linguagem permite a criação de significados infinitos a partir de um conjunto finito de sons e palavras da fala. O canto das aves, junto com todos os outros sinais de comunicação não humanos, parece não ter essa capacidade. As relações mais profundas entre música, linguagem e a 'complexidade' de um sinal acústico são os tópicos de pesquisa contínua e expressão artística."


Reprodução/Maxpixel

 



Mas os pesquisadores lembram que as aves têm vocalizações complexas e citam um estudo realizado por Toshitaka Suzuki e seus colegas da Universidade de Pós-Graduação para Estudos Avançados no Japão, em que gralhas eurasianas conseguiam emitir chamados específicos para alertar outras aves sobre a presença de humanos de que não gostavam, o que pode significar que elas podem identificar indivíduos e atribuir sons a eles.

"É certamente uma observação interessante que provavelmente aponta para a flexibilidade comportamental das aves canoras para se adaptarem às mudanças em ambientes acústicos, e o quanto podemos aprender sobre as complexidades do mundo ao nosso redor se simplesmente pararmos e ouvirmos”, concluem Timothy Gentner e Vikash Gilja, autores do estudo em comunicado.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações de agências internacionais.
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
 
Copyright 2021 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
     
   

 

     
Patrocínio    
     
     
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental