Polícia Ambiental detém 100 pessoas em rinha de galos e apreende 150 pixoxós

 
 
 

São Paulo/Brasil - Uma equipe da 3ª Companhia da Polícia Militar Ambiental, com base em Franca, efetuou uma operação no Sítio Campo Belo, em Ipuã, onde cem pessoas participavam de uma rinha de galos, infringindo o artigo 32 da Lei Federal n° 9.605/98, que trata de crimes ambientais, configurando maus tratos a animais domésticos.

A ação, iniciada às 10 horas, ocorreu no último sábado (25/6), resultando na apreensão dos 236 galos utilizados na rinha. As cem pessoas presentes foram arroladas como co-autores ou partícipes de crime de crueldade contra animais.

Em Arujá, uma equipe da 3ª Companhia da Polícia Militar Ambiental, baseada em São Paulo, efetuou a apreensão de 150 aves da fauna silveste, conhecidas como pixoxó, que estavam sendo transportadas em caixas de papelão por Francisco José da Silva, em condições totalmente inadequadas. A operação ocorreu na quinta-feira passada (30/6), por volta das 4 horas, no pedágio da Rodovia Presidente Dutra, localizado na altura do km 204, atendimento a uma solicitação da Polícia Rodoviária Federal.

Francisco José da Silva foi encaminhado ao Distrito Policial de Arujá, onde o delegado José Humberto Xavier registrou a ocorrência. Pesquisa realizada pelos policiais revelou que Francisco tinha antecedentes criminais, sendo reincidente em crimes ambientais.

 
 
Fonte: Comando de Policiamento Ambiental Estadual de São Paulo