Pick-upau online
 
Centro de Estudos e Conservação da Flora#
 
Passaredo: Obsevatório das Aves
 
Os impactos causados ao meio ambiente vêm reduzindo os habitats de muitas espécies. A redução ou fragmentação desses habitats reduzem também as relações ecológicas promovidas pelas espécies. Sabe-se que muitas sementes são dispersas por aves zoocóricas originando novos indivíduos e contribuindo juntamente com o restante da comunidade para a permanência do ecossistema.

Os beija-flores, por exemplo, são ótimos polinizadores, ao se alimentar do néctar com seu bico comprido e afilado promovem a reprodução sexuada das plantas, ocorrendo a fecundação, assim novos frutos são produzidos. Estes frutos serão consumidos por diversas espécies não só de aves, mas também de mamíferos, répteis e invertebrados como os insetos.

Pick-upau/CECFLORA/Divulgação

Diversas espécies ocorrem no CECFLORA.

Aves especialistas como os tucanos e papagaios exigem habitats menos alterados com maiores fontes de alimentação e locais para nidificação. Já as aves generalistas como bem-te-vis, sabiás, tico-tico, corruíra e sanhaços são menos exigentes, possuem hábitos alimentares variados, altas taxas de crescimento e alto potencial de dispersão. Ambientes com alterações antrópicas podem ter as condições necessárias para a chegada e permanência das aves utilizando, por exemplo, poleiros e ninhos artificiais.

A utilização de ninhos artificiais tem ocorrido em países como Estados Unidos, Canadá e Inglaterra. No Brasil caixas de nidificação são muito utilizadas para a reprodução das araras, inclusive com a população se interessando na instalação em suas propriedades.

Nos Estados Unidos o monitoramento de ninhos naturais e a instalação de caixas para nidificação é bastante difundido, com a própria população atuando como cientistas cidadãos. A população contribui para pesquisas sobre a biologia reprodutiva das espécies, com dados sobre datas de reprodução, número de ovos, número de filhotes eclodidos e taxa de sobrevivência. Com estes dados, os pesquisadores conseguem ter ciência das condições necessárias para as aves se reproduzirem, analisa os impactos das mudanças climáticas e as consequências da perda ou fragmentação de habitats bem como o comportamento das espécies diante delas, estudam também os impactos causados pela expansão de áreas urbanas e da introdução de espécies exóticas.

Pick-upau/CECFLORA/Divulgação

Diversas espécies ocorrem no CECFLORA.

No Centro de Estudos e Conservação da Flora – CECFLORA foram instalados oito caixas de nidificação de diversos tamanhos, visando a conservação das espécies registradas, além dos ninhos artificiais, constantemente o Centro recebe intervenções de enriquecimento como o plantio de espécies nativas, bromélias, nectários visando a permanência e a conservação das aves e das relações ecológicas que elas fornecem.

O Passaredo patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental, tem papel fundamental nessas pesquisas, com espaços para néctares, fonte de água, comedouros variados e paisagismo específico é um ponto de observação constante de inúmeras espécies.

Aves do CECFLORA

Accipitridae
Gavião-carijó (Rupornis magnirostris)
Gavião-miúdo (Accipiter striatus)
Gavião-pega-macaco (Spizaetus tyrannus)

Apodidae
Andorinhão-do-temporal (Chaetura meridionalis)

Aramidae
Saracura-do-mato (Aramides saracura)
Saracura-sanã (Pardirallus nigricans)

Charadriidae
Quero-quero (Vanellus chilensis)

Columbidae
Asa-branca (Patagioenas picazuro)
Rolinha-roxa (Columbina talpacoti)

Cotingidae
Araponga (Procnias nudicollis)
Pavó (Pyroderus scutatus)

Cracidae
Jacuguaçu (Penelope obscura)

Cuculidae
Alma-de-gato (Piaya cayana)

Dendrocolaptidae
Arapaçu-rajado (Xiphorhynchus fuscus)
Arapaçú-verde (Sittasomus griseicapillus)

Emberizidae
Canário-da-terra (Sicalis flaveola)
Tico-tico (Zonotrichia capensis)

Falconidae
Carrapateiro (Milvago chimachima)

Fringillidae
Gaturamo-verdadeiro (Euphonia violacea)
Ferro-velho (Euphonia pectoralis)
Fim-fim (Euphonia chlorotica)

Furnaridae
Barranqueiro-de-olho-branco (Automolus leucophthalmus)
Bico-virado-carijó (Xenops rutilans)
João-de-barro (Furnarius rufus)
Pichororé (Synallaxis ruficapilla)

Hirundinidae
Andorinha-serrador (Stelgidopteryx ruficollis)

Icteridae
Chopim (Molothrus bonariensis)

Nyctibiidae
Urutau (Nyctibius griseus)

Parulidae
Pula-pula (Basileuterus culicivorus)
Mariquita (Setophaga pitiayumi)

Picidae
Pica-pau-branco (Melanerpes candidus)
Pica-pau-de-banda-branca (Dryocopus lineatus)
Pica-pau-de-cabeça-amarela (Celeus flavescens)
Pica-pau-do-campo (Colaptes campestris)
Pica-pau-rei (Campephilus robustus)
Pica-pau-verde-barrado (Colaptes melanochloros)
Picapauzinho-verde-carijó (Veniliornis spilogaster)
Pica-pau-anão-de-coleira (Picumnus temminckii)

Pipridae
Fruxu (Neopelma chrysolophum)
Tangará (Chiroxiphia caudata)

Psittacidae
Cuiú-cuiú (Pionopsitta pileata)
Maitaca-verde (Pionus maximiliani)
Periquitão-maracanã (Psittacara leucophthalmus)
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
Tiriba-de-testa-vermelha (Pyrrhura frontalis)
Tuim (Forpus xanthopterygius)

Ramphastidae
Tucano-de-bico-verde (Ramphastos dicolorus)

Rhynchocyclidae
Tororó (Poecilotriccus plumbeiceps)

Strigidae
Corujinha-do-mato (Megascops choliba)

Thamnophilidae
Choquinha-lisa (Dysithamnus mentalis)

Thraupidae
Cambacica (Coereba flaveola)
Saí-azul (Dacnis cayana)
Saíra-preciosa (Tangara preciosa)
Saíra-viúva (Pipraeidea melanonota)
Sanhaço-cinzento (Tangara sayaca)
Sanhaço-de-encontro-amarelo (Tangara ornata)
Sanhaço-do-coqueiro (Tangara palmarum)
Tiê-de-topete (Trichothraupis melanops)
Tiê-preto (Tachyphonus coronatus)

Threskiornithidae
Corocoró (Mesembrinibis cayennensis)

Tityridae
Caneleiro (Pachyramphus castaneus)
Caneleiro-de-chapéu-preto (Pachyramphus validus)

Trochilidae
Beija-flor-cinza (Aphantochroa cirrochloris)
Beija-flor-de-fronte-violeta (Thalurania glaucopis)
Beija-flor-de-peito-azul (Amazilia lactea)
Beija-flor-preto (Florisuga fusca)
Beija-flor-tesoura (Eupetomena macroura)
Besourinho-de-bico-vermelho (Chlorostilbon lucidus)
Rabo-branco-de-garganta-rajada (Phaethornis eurynome)

Troglodytidae
Corruíra (Troglodytes musculus)

Trogonidae
Surucuá-variado (Trogon surrucura)

Turdidae
Sabiá-barranco (Turdus leucomelas)
Sabiá-coleira (Turdus albicollis)
Sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris)
Sabiá-poca (Turdus amaurochalinus)
Sabiá-una (Turdus flavipes)

Tyrannidae
Bem-te-vi (Pitangus sulphuratus)
Bem-te-vi-pirata (Legatus leucophaius)
Bem-te-vi-rajado (Myiodynastes maculatus)
Bemtevizinho-de-penacho-vermelho (Myiozetetes similis)
Bico-chato-de-orelha-preta (Tolmomyias sulphurescens)
Filipe (Myiophobus fasciatus)
Irré (Myiarchus swainsoni)
Maria-cavaleira (Myiarchus ferox)
Nei-nei (Megarynchus pitangua)
Papa-moscas-cinzento (Contopus cinereus)
Peitica (Empidonomus varius)
Risadinha (Camptostoma obsoletum)
Suiriri (Tyrannus melancholicus)
Tuque (Elaenia mesoleuca)

Vireonidae
Juruviara (Vireo olivaceus)
Pitiguari (Cyclarhis gujanensis)

Da Redação