X
X

PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DIAMANTINA
BAHIA


 
O Parque Nacional da Chapada Diamantina está localizado entre os municípios de Lençóis, Andaraí, Mucugê, Ibicoara e Palmeiras, no coração da Bahia, encravada na Serra do Sincorá, a 425 km de Salvador.

São 152 mil ha de cânions, ribeirões, corredeiras, cachoeiras, piscinas naturais, vales, chapadões e cavernas. Rica em diamantes, a Chapada viu florescer cidades como Lençóis, Rio de Contas, Andaraí, Mucugê e o minúsculo distrito serrano de Xique-Xique do Igatu, a "Cidade de Pedra". Estas cidades nasceram com o ciclo de minério, a partir do século XVII, uando aconteceu a febre do diamante e o enriquecimento rápido. É nesta região serrana de topografia diversificada, que nascem 90% dos rios, inclusive os três maiores exclusivamente baianos, que formam as principais bacias do estado: a do Paraguaçu, do Jacuípe e o rio de Contas.

A pacata cidade de Lençóis, serve de ponto de partida para a maioria dos passeios ecológicos. Entre as outras cidades que circundam o Parque Nacional, ela é a que tem melhor estrutura turística. A 12 km da BR 242, a cidade dispõe de hotéis, pousadas, restaurantes, agências de turismo, comércio básico e lojas de artesanato e souvenirs.

A Chapada é um verdadeiro jardim sem cercas, mesmo nos passeios mais curtos pode-se admirar a flora do parque, orquídeas, bromélias, sempre-vivas, velósias, mata-pau, flor de mandacaru e cactos são imagens freqüentes durante as caminhadas.
Somente no caminho de Mucugezinho ao Morro Pai Inácio, são encontrados cerca de 900 tipos de plantas. Em 3 km ao longo do rio Lençóis, há cerca de 100 espécies de árvores - nos Estados Unidos, ao todo são 150 espécies. Além da vasta vegetação o lugar é marcado pela sua formação vulcânica, cujas as pedras compõem um conglomerado das mais diversas tonalidades.

Entre as paisagens exuberantes da Chapada, a mais impressionante está localizada no Vale do Capão. A maior cachoeira do Brasil, (este dado está sendo contestado), foi descoberta por um aviador americano da década de 60. O nome dessa beleza fascinante é "Cachoeira da Fumaça". Para chegar ao topo é preciso encarar uma trilha de pedra íngreme e cansativa, mas ao final, a visão do cânion e da cachoeira compensam o esforço. De uma altitude de 420 m, as águas escorrem por uma estreita abertura e se dissipam antes mesmo de tocar o solo; daí o nome Cachoeira da Fumaça.
Como explicar tão surpreendente cenário? Especialistas afirmam que a formação geológica da Chapada teve origem num violento terremoto ocorrido há bilhões de anos, numa época em que os diamantes não passavam de pedacinhos de carvão - e isso explicaria a presença de tantas rochas e pedras espalhadas pela região.

Com certeza o coração da Chapada é sua flora, por isso a consciência ecológica é fator obrigatório para quem quer conhecê-la.
Como a Chapada Diamantina é rica em espécies de plantas, sua fauna não poderia ser diferente, existem vários tipos de animais vivendo livremente pelo parque, dentre eles podemos citar quatis, cutias, veados-mateiros, curiós, as temíveis onças-pintadas, capivaras, caititus, araras, periquitos auriverdes, saguis, mocós, cobras-cipó, entre outros.

A arquitetura de Lençóis é inteira estilo colonial, desde uma simples casa da periferia até o prédio da Prefeitura. Com portas e janelas gigantescas e seu pé direito (altura do piso ao teto) chegando a mais de 4 m. Por fora são coloridas dando um ar todo especial na cidade. A cidade de Lençóis foi tombada em 1973, pelo Patrimônio Nacional, hoje os moradores e admiradores da Chapada Diamantina querem o tombamento internacional pela UNESCO - como paisagem e patrimônio cultural da humanidade, por suas belezas naturais, riquezas culturais, importância histórica, arqueológica e arquitetônica.
 
Clique nos círculos azuis para ver a legenda
 
 
Clique na foto para ampliá-la
 
 


Expedição: O Descobrimento do Brasil


Nota
A Pick-upau é uma organização não-governamental sem fins lucrativos de caráter sócio-ambiental. Não indicamos nem prestamos nenhum serviço de turismo. O Portal Pick-upau é especializado em educação e jornalismo ambiental, apenas divulgamos cultura regional, esportes de aventura e ecoturismo como forma sustentável de desenvolvimento local.


 
PRESERVE O PATRIMÔNIO NATURAL DO BRASIL!


Copyright 2001 - Pick-upau