Projeto Provárzea
Desenvolvimento sustentável da várzea
 
 

A várzea é um dos ecossistemas mais ricos da Bacia Amazônica em termos de produtividade biológica, biodiversidade e recursos naturais.

Meio de vida para mais de 1,5 milhão de ribeirinhos, a várzea ocupa 300 mil km2, ao longo da calha do rio Amazonas Solimões e seus principais tributários, tamanho equivalente a 6% da superfície da Amazônia Legal.

Seus rios e lagos, bem como outros corpos de água da Amazônia, abrigam 25% das espécies de peixes de água doce do mundo. Estima-se que exista cerca de 3 mil tipos de peixes nessas áreas, dos quais 200 têm sido explorados comercialmente.

O recurso pesqueiro representa a síntese das interações entre os diversos componentes desse ecossistema, além de ser a base da dieta e principal fonte de renda da população ribeirinha, proporcionando mais de 70 mil empregos diretos na região.

Visando atenuar a progressiva devastação nessa região, considerada uma das mais vulneráveis da Amazônia, o ProVárzea/Ibama surgiu para fomentar a conservação e o desenvolvimento sustentável da várzea, incentivando a participação das populações radicionais que nela habitam.

A vegetação terrestre é predominantemente florestal, embora em certas áreas ocorram pastagens naturais, como acontece entre lagos e restingas, ou mesmo nas margens de alguns rios. Nos lagos ocorre uma vegetação flutuante formada por macrófitas.

A vegetação florestal e as macrófitas influenciam significativamente a vida aquática, fornecendo alimentos (frutos, folhas e sementes) e abrigo, principalmente para os peixes e mamíferos aquáticos. Estes, em troca, realizam a dispersão de sementes, contribuindo para a regeneração da vegetação florestal da várzea.

Faça o download dos documentos

- Provárzea 01
- Provárzea 02

Fonte: Ministério do Meio Ambiente
Ibama
Pick-upau - 2009 - São Paulo - Brasil
O conteúdo do download é de responsabilidade de seus realizadores.