Amazônia
Desmatamento
 
 

(Arquivos disponíveis para download)

A exploração ilegal e predatória de madeira é uma das principais forças de destruição da floresta amazônica. Apesar de existirem no papel, as regras do chamado manejo florestal raramente são cumpridas. A falta de controle dos órgãos públicos e a irresponsabilidade do setor madeireiro resultam em uma exploração de alto impacto ambiental que pouco contribui para o desenvolvimento social da região, ameaçando a sobrevivência da fauna, da flora e das populações tradicionais da Amazônia.

Ao contrário do que muita gente pensa, cerca de 85% da produção de madeira amazônica destina-se a abastecer o mercado brasileiro. Na forma de compensados, tábuas e madeira maciça para móveis e construção civil, a destruição da floresta chega até você.

 
O Greenpeace está trabalhando por um novo modelo de desenvolvimento para a Amazônia, que combine responsabilidade social e proteção ambiental, que explore os recursos da floresta de maneira racional e proporcione qualidade de vida para os 20 milhões de habitantes da região amazônica.

O Greenpeace vem expondo a derrubada inescrupulosa de árvores feita pela indústria madeireira e exigindo das autoridades governamentais instrumentos eficientes de controle e fiscalização. A campanha também visa educar consumidores, incentivando-os a escolher produtos florestais que tenham origem ecologicamente sustentável, como a madeira certificada pelo FSC. O envolvimento e conscientização de consumidores brasileiros e internacionais são fundamentais na luta para garantir um futuro para a última grande floresta tropical do planeta.
 

Fonte: Ibama
MMA Ministério do Meio Ambiente
Fotos: Greenpeace
Pick-upau 2004 São Paulo - Brasil