Desenvolvimento Sustentável
Planos, certificações e resoluções
 
 

Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável
TURISMO DE AVENTURA

Na busca de melhor entendimento do conceito e abrangência do segmento, os participantes elaboraram propostas de conceituação, concluindo-se que o turismo de aventura é:

“Segmento do mercado turístico que promove a prática de atividades de aventura e esporte recreacional, em ambientes naturais e espaços urbanos ao ar livre, que envolvam emoções e riscos controlados, exigindo o uso de técnicas e equipamentos específicos, a adoção de procedimentos para garantir a segurança pessoal e de terceiros e o respeito ao patrimônio ambiental e sócio-cultural.”

Na análise das modalidades, foram considerados três diferentes ambientes: AR, TERRA e ÁGUA.

Para cada ambiente, foram destacadas as modalidades consideradas mais atrativas, aquelas que representam maior risco para o praticante e as que causam maior impacto ambiental.

Outro aspecto identificado foi a constatação de haverem modalidades melhor exploradas e outras mal ou pouco exploradas.


> Princípios e critérios para o manejo de florestas
> Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável (turismo de aventura)
> Resolução sobre ecoturismo (agências, operadoras e unidades de conservação)
> Certificação florestal (FSC)
> Barreiras à Cerificação Florestal na Amazônia Brasileira


Ministério do Meio Ambiente (www.mma.gov.br)
Secretaria Estadual de Meio Ambiente (www.ambiente.sp.gov.br)
Agência Ambiental Pick-upau (www.pick-upau.org.br)
Greenpeace-Brasil (www.greenpeace.org.br)
Embratur (www.embratur.gov.br)
PRÓ-NATURA / IIED / GTZ
Pick-upau – 2006 – São Paulo – Brasil