X
X

 
 
 
SEstante Verde
 

Pesquisadora aponta aspectos ecológicos nos ensinamentos de Buda

20/02/2010 - 10h48 - da Livraria da Folha - Joy A. Palmer, diretora do Centro de Pesquisas sobre Estudos e Consciência do Meio Ambiente da Universidade de Durham e vice-reitora adjunta da mesma instituição, revela que há traços marcantes de preocupação ambiental no budismo.

A afirmação, que pode parecer inusitada para alguns, não surpreendeu os budistas. Segundo Thich Nhat Hanh, mestre zen vietnamita e autor de "Cultivando a Mente de Amor", "A noção do homem ser mais importante que outras espécies é uma noção errada. Ele [Buda] sabia que, cuidando das árvores, estamos cuidando dos homens."

O resultado da pesquisa de Palmer se encontra no livro "50 Grandes Ambientalistas", da série "50 Grandes".

A obra apresenta a relação do homem com natureza e os maiores pensadores sobre o assunto nas mais diversas áreas, de filósofos a religiosos, passando por químicos, biólogos, geógrafos e arquitetos.

São Francisco de Assis e o brasileiro Chico Mendes também entraram na lista dos grandes defensores da natureza. O volume revela como a morte do seringueiro promoveu conquistas relevantes na Amazônia.

Nos últimos anos as questões ambientais ganharam ainda mais espaço. Ao organizar os perfis e as ideias, a pesquisadora oferece um panorama de como a humanidade vê e pensa a natureza desde o século 5 a.C. até hoje.

Divulgação
Como a humanidade convive com a natureza e imagina o futuro

Divulgação
"50 Grandes Ambientalista", da Contexto.


 
A Editora Contexto é parceira do Projeto Outono