Pick-upau online
 
 
 
 
 
 
 
 
 
0Campanha contra tráfico de animais chega ao Shopping SP Market
 
Pick-upau realizou evento de quatorze dias, no Shopping SP Market, para comemorar a Semana do Meio Ambiente e o Ano Internacional do Planeta Terra e aproveitou para lançar a segunda fase da campanha “Tráfico”. A ação, em parceria com a Polícia Ambiental do Estado de São Paulo, levou para o estande da organização peles de uma onça-pintada e de uma jaguatirica mortas por traficantes e animais taxidernizados para sensibilizar a população sobre a importância do problema.

Espaço atraiu público durante evento da Semana do Meio Ambiente.

Telefones para denúncias e informações sobre o tráfico de animais silvestres foram apresentados a população, definições sobre a diferença entre animais domésticos, exóticos e silvestres, números sobre o crime e as práticas cruéis aplicadas contra os animais foram alguns temas abordados durante o evento.

Tráfico de Animais Silvestres
Ajude-nos acabar com esse crime.

“Calcula-se que o tráfico de animais silvestres retire, anualmente, cerca de 12 milhões de animais de nossas matas; outras estatísticas estimam que o número real esteja em torno de 38 milhões.”

Público recebe informações para denunciar crimes ambientais, no Shoping SP Market.

Você pode ajudar a combater o tráfico de animais silvestres...
- Não compre animais silvestres;
- Não compre artesanatos que possuam partes de animais silvestres;
- Denuncie traficantes e feiras ilegais de venda de animais.

Hey Bicho! Fique Atento!

O que fazer quando encontrar alguém vendendo um animal silvestre?
Primeiro, não comprar; depois, denunciar às autoridades. Se for em feira livre ou depósito de tráfico, denunciar e fornecer o maior número de informações possíveis. Os dados do denunciante sempre serão preservados. Deve-se passar as informações com maior clareza possível, como o local, data, hora, circunstância etc. Se for na beira da estrada, não comprar e ainda repreender o vendedor dizendo que isso é ilegal e que se ele for flagrado pode, além de perder o animal, sofrer as sanções legais.

Informações sobre a diferença entre animais domésticos, silvestres e exóticos foram explicadas durante evento.

Qual o risco de manter um animal silvestre em cativeiro/casa?
Todo animal, independente de ser silvestre ou doméstico, pode ser portador de doenças transmissíveis ao homem, conhecidas como zoonoses ou antropozoonoses. Além de ser potencialmente defensivo, ou seja, pode morder, arranhar, picar ou bicar, quando provocado.

O ideal é que o animal seja respeitado em suas características físicas e comportamentais, esteja sob a supervisão de um médico veterinário e que as pessoas estejam conscientes da existência dos riscos físicos e doenças, sua via de transmissão e contágio.
Fonte: Ibama / SMA-SP / Polícia Ambiental / Pick-upau


Veja cobertura completa do evento