Operação nacional contra crimes ambientais

 
 
 

Cerca de 4.386 policiais militares ambientais com o apoio de 1.248 viaturas, sendo 278 embarcações, 941 viaturas, 29 motos e 10 aeronaves, a operação nacional contra crimes ambientais resultou em muitas prisões, apreensões e multas. A operação ocorreu em todo o território nacional e teve ênfase nas regiões de floresta amazônica, mata atlântica e pantanal mato-grossense. Veja a seguir alguns resultados da intervenção no Estado de São Paulo.

Vila Medeiros, Zona Norte de São Paulo, nos fundos de um estabelecimento comercial de aves exóticas, foram apreendidas 31 aves silvestres, dentre os quais 01 pixoxó e 01 cigarrinha (ameaçados de extinção). No local também funcionava uma banca de jogo do bicho. Uma pessoa foi presa e as ocorrências apresentadas ao 39º DP, os respectivos Termos Circunstanciados.

Na mesma região, foram apreendidas 25 aves silvestres, dentre as quais, 15 Trinca-ferros (provavelmente ameaçado de extinção). No local foi apreendida uma arma de fogo (espingarda). Uma pessoa foi presa e conduzida ao 39º DP, sendo lavrado o Auto de Prisão em Flagrante pelo porte de arma e Termo Circunstanciado pela manutenção em cativeiro das aves silvestres. Essa ocorrência foi possível graças ao apoio da comunidade local que, vendo a movimentação dos Policiais Ambientais, junto ao Distrito Policial, transmitiram-lhes as informações que possibilitaram a apreensão.

Na Rodovia BR–116, no município de Barra do Turvo, um bloqueio realizado por patrulhas ambientais, ao fiscalizar uma camioneta S-10, flagrou uma pessoa conduzindo ilegalmente, 150 vidros de palmitos industrializados clandestinamente e 01 motosserra. A ocorrência foi apresentada no 1º DP do município de Barra do Turvo.

Já na estrada do Taboão, município de Mogi das Cruzes, foi autuada a empresa de minérios Boa Sorte, tendo sido embargada uma área de 15.000 m2 e lavrada uma multa de R$ 2.250,00.

Na rodovia Assis Chateaubriand, no município de São José do Rio Preto, uma patrulha ambiental interceptou um caminhão Ford F-600, transportando, sem licença, 2.650 kg de carvão vegetal. O produto foi apreendido e o condutor indiciado em Termo Circunstanciado.

Durante fiscalização no interior da CEAGESP, em São Paulo, patrulhas do Policiamento Ambiental, apreenderam 1.150 kg de pescado de espécies diversas. Foram lavrados 03 AIA por comércio de pescado oriundos de pesca proibida que serão doados à Instituições Assistenciais.

Durante incursões na mata da região de Itapecerica da Serra/SP, patrulheiros ambientais flagraram uma atividade de industrialização clandestina de palmito. No local foram apreendidas 800 unidades de palmito in-natura e 30 vidros de palmito industrializados de 1,8 kg cada. Duas pessoas foram indiciadas em Termo Circunstanciado, sendo lavrados 02 Autos de Infração.

Patrulhas ambientais apreenderam 1.200 unidades de palmito in-natura e 180 vidros de palmito industrializado no Bairro Barnabés, no município de Juquitiba/SP. O autuado foi conduzido ao DP daquele município e os produtos serão doados à instituições assistenciais.

No município de Cotia, patrulheiros ambientais apreenderam 40 aves silvestres mantidas em cativeiro, ilegalmente, no interior uma residência. O proprietário foi conduzido ao DP e as aves depositadas em instituição habilitada situada no município de Itatiba. Ainda no período da tarde, no município de Juquitiba, foram apreendidos 360 vidros de palmito industrializados clandestinamente, que se encontravam no interior de uma residência. O proprietário foi preso e conduzido ao DP local, sendo ainda lavrado uma Autuação administrativa. Os produtos serão doados à Instituições Assistenciais.

Em fiscalização embarcada na represa de Promissão, município de Adolfo/SP, patrulheiros ambientais apreenderam 28 redes de pesca, totalizando 1.140 metros. Foram apreendidos com os pescadores um total de 152 kg de lambari de rabo amarelo. Foram lavrados 02 Autos de Infração Ambiental no valor total de R$7.000,00. Os produtos serão doados à instituições assistenciais da Região.

Veja o resultado completo das operações:

- Resultado final - 1º Batalhão de Policiamento Ambiental de SP
- Resultado final - 2º Batalhão de Policiamento Ambiental de SP
- Resultado final - 3º Batalhão de Policiamento Ambiental de SP
- Resultado final - 1º Batalhão de Policiamento Ambiental de SP
- Resultado final - Comando de Policiamento Ambiental de SP 1
- Resultado final - Comando de Policiamento Ambiental de SP 2
- Resultado final - Comando de Policiamento Ambiental de SP 3

 
   
 
 

Fonte: Comando de Policiamento Ambiental Estadual de São Paulo
Fotos: Polícia Ambiental de SP