Pick-upau nas Redes Sociais

 

Notícias+

Exposição “Atlântica” estreia turnê no Jardim Botânico de São Paulo
Mostra está no Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues

A exposição “Atlântica, dos índios a nós” faz parte das atividades do Projeto Darwin - Flora e em comemoração ao Ano Internacional das Florestas, a mostra fotográfica apresenta 52 imagens da Área de Proteção Ambiental Capivari-Monos, uma das maiores áreas verdes cidade de São Paulo, cerca de 1/6 de todo município. As imagens foram produzidas pelo fotógrafo e naturalista J. Andrade que visitou a região nos últimos meses.

Divulgação/Pick-upau
Mostra está em cartaz no Jardim Botânico de São Paulo.

Com destaque para a flora, a exposição apresenta detalhes da Mata Atlântica da região, classificada como Floresta Ombrófila Densa Montana. As imagens foram feitas em regiões ainda pouco habitadas e ao longo da Represa Billings. A mostra foi produzida em dois idiomas (inglês e português).

Divulgação/Pick-upau
Mostra está em cartaz no Jardim Botânico de São Paulo.

Para solicitar agendamento dessa e de outras exposições da Agência Ambiental Pick-upau, acesse o site corporativo da organização ou envie e-mail para contato@pick-upau.org.br

Serviço:
Onde:
Instituto de Botânica/Jardim Botânico:
Av. Miguel Stéfano, 3687 - CEP 04301-902 - Água Funda - São Paulo - SP
Fone: (11) 5067-6000 - FAX: (11) 5073-3678

Quando:
De 17 de abril a 22 de maio
Horário de funcionamento
Aberto: De terça a domingo e feriados, das 9 às 17 horas.

Quanto:
Estudantes - R$ 1,00
Público em geral - R$ 3,00

Divulgação/Pick-upau
Mostra está em cartaz no Jardim Botânico de São Paulo.

Sobre o Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues
Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues foi idealizado Frederico Carlos Hoehne com o objetivo de complementar a parte educativa do público e despertar o interesse pela pesquisa em botânica básica e aplicada. A construção iniciou-se em 1940 e foi inaugurado em março de 1942 por ocasião do centenário do nascimento do Dr. João Barbosa Rodrigues, naturalista de grande expressão para a botânica brasileira.

Sobre o Pick-upau
O Pick-upau é uma organização não-governamental sem fins lucrativos de caráter ambientalista 100% brasileira dedicada à preservação e a manutenção da biodiversidade do planeta. Fundada em 1999, por três ex-integrantes do Greenpeace-Brasil e originalmente criada no Cerrado brasileiro, tem sua base, próxima a uma das últimas e mais importantes reservas de mata atlântica da cidade São Paulo, a maior metrópole da América Latina. Por tratar-se de uma organização sobre Meio Ambiente, sem uma bandeira única, o Pick-upau possui e desenvolve projetos em diversas áreas ambientais.
Acesse: www.pick-upau.org.br

Divulgação/Pick-upau
Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues recebe exposição "Atlântica".

Sobre o Projeto Darwin
O “Projeto Darwin” tem como principais características conhecer e divulgar os atributos naturais e culturais dos Biomas Brasileiros, com ênfase na Floresta Atlântica Tropical, incluindo áreas particulares, Unidades de Conservação e Terras Indígenas.
Além dos inventários biológicos das espécies predominantes da fauna e da flora (pesquisa), há o compromisso de sensibilizar o maior número de pessoas possíveis para tornar viável o desenvolvimento sócio-econômico das regiões inseridas no projeto e a preservação do ambiente. Outro aspecto relevante e diferencial do Projeto Darwin é o envolvimento de comunidades tradicionais como a Aldeia Guarani Tenonde Porã.
Acesse: www.darwin.org.br

Divulgação/Pick-upau
Auto-retrato do Dr. João Barbosa Rodrigues.

Sobre o fotógrafo
J. Andrade, paulistano, nascido em 1976, fotografou para revistas de turismo de 2002 a 2003, publicando cerca de 150 fotos de natureza neste período. Trabalhou como repórter fotográfico em 2004 para várias revistas em São Paulo, é autor da coluna Visão Ecológica da Revista EcolBrasil e desde então é fotógrafo independente. É o responsável pela editoria de fotografia do Portal Pick-upau – Central de Educação e Jornalismo Ambiental (www.pick-upau.org.br), desde 2001. No inicio dos anos 2000 participou de diversas expedições fotográficas por inúmeros estados brasileiros. Entre 2007 e 2010 estreou diversas exposições em Shoppings, Estações de Metrô e parques em São Paulo, entre elas “Zona Selvagem”, “Além Jardim”, “Réquiem”, “Retratos Atlânticos” e “Primavera”. Em 2010, lançou o livro “Villas - Guarani M’bya: Tenonde Porã”. Deixou a arquitetura definitivamente em 2006 e dedica-se preferencialmente a fotografia de vida selvagem e registro de patrimônios históricos, artísticos, naturais e culturais.

Divulgação/Pick-upau
Peça histórica de coleta exposta no Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues.

Sobre a APA Capivari-Monos
A Área de Proteção Ambiental Capivari-Monos (APA) é um tipo de Unidade de Conservação, onde existem terras públicas e privadas, cujos objetivos são: proteger a biodiversidade, os recursos hídricos e os remanescentes da Mata Atlântica; resguardar o patrimônio arqueológico e cultural; promover a melhoria da qualidade de vida das populações; manter o caráter rural da região e evitar o avanço da ocupação urbana na área protegida. Criada em junho de 2001, a APA possui 25 mil hectares (1/6 da área de São Paulo) e está inserida na Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo e na Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

Divulgação/Pick-upau
Fachada do Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues, no Jardim Botânico de São Paulo.

Sobre os Guaranis
Os Guaranis M’bya estão em várias regiões da América do Sul, existem aldeias na Argentina, Paraguai e Bolívia. No Brasil se localizam principalmente na região do litoral, do Rio Grande do Sul até o Espírito Santo e outras regiões como no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins. São a maior etnia indígena no Brasil somando aproximadamente 35 mil pessoas. Sendo um povo bastante religioso tem na execução de tarefas cotidianas a busca da harmonia com a natureza, da força espiritual de Nhanderu e do Sol, criado por ele. Diariamente a comunidade se encontra na Opy, a Casa de Reza, para cantar, rezar e dançar e os mais velhos ensinam as crianças o conhecimento ancestral. Na aldeia, além do cacique, a principal liderança é o Xeramoi, o nome do pajé Guarani. Os Guaranis sabem da importância de todos os seres e que cada elemento da natureza tem um espírito e buscam parceiros para impedir a destruição do planeta.

Sobre o FEMA
O FEMA - Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável foi criado pela Lei Municipal nº 13.155, de 29 de junho de 2001, que também criou o CONFEMA - Conselho do Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Foi regulamentado pelo Decreto nº 41.713, de 25 de fevereiro de 2002 e pela Resolução nº 02/CONFEMA, de 19 de dezembro de 2002, e destina-se a dar suporte financeiro a planos, programas e projetos que visem ao uso racional e sustentável de recursos naturais, ao controle, à fiscalização, defesa e recuperação do meio ambiente e a ações de educação ambiental. Fonte: PMSP/SVMA

Da Redação
Fotos: Divulgação/Pick-upau

 
 
Copyright 2011 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
     
 

Nas Redes

Agência Ambiental Pick-upau
Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental