Pick-upau anuncia cargo de CEO
Função, ainda rara no terceiro setor, será estratégica na ONG

05/06/2013 – A presidência da Agência Ambiental Pick-upau anunciou que a organização terá o cargo CEO (Chief Executive Officer), a partir do segundo semestre desse ano. Um profissional comum em grandes empresas, sobretudo, nas multinacionais e corporações da área de tecnologia, o cargo ainda é pouco visto no terceiro setor.

Pick-upau/Divulgação

CEO coordenará pesquisas sobre fauna.

O novo cargo terá atribuições quase ilimitadas e poderá exercer a função com total liberdade dentro da organização, diz a presidente da Pick-upau, Andrea Nascimento. “Apesar de estar submetido à presidência, como todo o resto da organização, o CEO terá completa liberdade de criação e decisão estratégica e estará ligado diretamente a todos os projetos da instituição”.

Apesar do novo CEO não estar em uma grande empresa, espera-se que o profissional tenha as mesmas características do setor privado. Alta capacidade de influenciar pessoas; assumir riscos com facilidade; trabalhar muito e por longos períodos, sem comprometer a qualidade; agilidade e forte senso de urgência e capacidade de influenciar os rumos da instituição. É isso que novo cargo deve exigir.

Pick-upau/Divulgação

Produção florestal será uma das atribuições do novo cargo.

Um dos CEOs mais conhecidos mundialmente, foi Steve Jobs, responsável pelas inovações e produtos da gigante de tecnologia Apple. No terceiro setor a função, de fato, não é muito comum, mas um bom exemplo é João Octaviano Machado Neto, CEO da importante Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), que completa 60 anos de atividades no país.

“O terceiro setor olha cada vez mais para executivos que tragam as práticas de gestão da iniciativa privada para organizar essas entidades. Então, acaba-se trazendo um olhar para o terceiro setor como um espaço em que os executivos possam ter uma carreira e crescer. Já há tendências de o setor ser chamado de quarto setor. O motivo é que existe uma relação entre atividades sem fins lucrativos e outras com fins lucrativos específicos para suportar as entidades. Assim, acho que surge um cenário bastante importante para um novo perfil de profissional que vai trabalhar nessas estruturas, mas não mais como um voluntário apenas, ele vai trabalhar de uma forma executiva nessas estruturas. Tenho a impressão de que isso, do ponto de vista profissional, é um momento bastante rico, que traz oportunidades incríveis”, diz Neto, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo.

Pick-upau/Divulgação

Pesquisa científica sobre flora terá destaque entre as atribuições do novo CEO.

Para Andrea Nascimento, este novo cargo é mais uma etapa na profissionalização da organização. Segundo a presidente, o terceiro setor não deve perder sua essência, mas deve ser cada vez mais eficiente. “O mundo hoje exige cada vez mais a eficiência, o cumprimento de metas e objetivos, a rentabilidade dos negócios, sejam eles na iniciativa privada ou no terceiro setor, por isso essa figura será cada vez mais presente nesse cenário”, completa.

O CEO tratará de todos os assuntos que compõem a estrutura organizacional da Pick-upau, desde a questão indígena, produção florestal, programas voltados às mudanças climáticas, pesquisa científica sobre fauna e flora, jornalismo ambiental e claro, negócios sustentáveis.

Pick-upau/Divulgação

Mudanças climáticas e pesquisa sobre biodiversidade também farão parte da das funções do CEO.

Sobre o Pick-upau
A Agência Ambiental Pick-upau é uma organização não governamental sem fins lucrativos de caráter ambientalista 100% brasileira, fundada em 1999, por três ex-integrantes do Greenpeace-Brasil. Originalmente criada no Cerrado brasileiro, tem sua base, próxima a uma das últimas e mais importantes reservas de Mata Atlântica da cidade São Paulo. Por tratar-se de uma organização sobre Meio Ambiente, sem uma bandeira única, o Pick-upau possui e desenvolve projetos em diversas áreas ambientais. Desde a educação e o jornalismo ambiental, através do Portal Pick-upau – Central de Educação e Jornalismo Ambiental, hoje com cerca de 50.000 páginas de conteúdo totalmente gratuito; passando por programas de produção florestal e reflorestamento, questão indígena, comércio justo, políticas públicas, neutralização de gases de efeito estufa até a pesquisa científica, com ênfase na biodiversidade (fauna e flora). Saiba mais: www.pick-upau.org.br

Da Redação
Foto: Reprodução/Pick-upau

 
 
Copyright 2013 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
     
 

Nas Redes

Agência Ambiental Pick-upau
Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental