Patrocínio
 


 

Notícias+


Pick-upau completa 19 anos
Agência Ambiental Pick-upau chega aos 19 anos falando sobre aves e muito mais

28/08/2018 – Parece que foi ontem, mas lá se vão 19 anos, desde a fundação da Pick-upau, em agosto de 1999. A organização, criada após uma expedição por vários estados brasileiros, foi fundada por três ex-integrantes do Greenpeace-Brasil, e mantém até hoje sua base na maior cidade do País, São Paulo.

Criada com o viés para a informação ambiental, até hoje mantém a produção de conteúdo socioambiental em diversas áreas. Quando foi criada tinha a intenção de mobilizar e fomentar mudanças na área ambiental, mas não se imaginava o quanto isso poderia ser feito, nem que parceiros ajudariam nesse trabalho. Ao longo desses anos muitas parcerias foram fundamentais para ampliar e até manter as atividades da organização.

Uma nova ONG

Até meados de 2006, a Pick-upau mantinha ações mais concentradas, isso devido às sérias restrições financeiras. Somente a partir de 2007 que a organização expandiu suas atividades, começando a realizar diversos eventos para o grande público, em parques, shoppings centers e até nas ruas.

Pick-upau/Reprodução

Vale do Ribeira, São Paulo. Pick-upau realizou várias expedições na região.


Em 2009, a Pick-upau tem uma grande reestruturação. A Organização passa a ter um diretor executivo e uma nova estrutura organizacional. É implantada a figura dos projetos institucionais. A Pick-upau, que até então mantinha atividades mais descritivas, passou a investir em projetos mais práticos. Mais tarde, em 2013, a organização passa por uma nova formulação, onde é criado cargo de CEO da Agência Ambiental Pick-upau.

Novos projetos

Em 2009, o Projeto Refazenda foi criado para gerenciar a produção florestal de mudas arbóreas e arbustivas, para processos de recuperação de áreas degradadas e restaurações ecológicas. No mesmo ano, a atuação sobre as mudanças climáticas foi intensificada com a criação do Programa Atmosfera, onde se passou a realizar inventários de emissões para atividades antrópicas, com uma metodologia própria para as características brasileiras, baseada nos métodos empregados pelo IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas). Atualmente o programa realiza os inventários e os processos de neutralização do Ministério Público do Estado de São Paulo – MPSP, por exemplo.


No caminho de Darwin

Ainda em 2009, em comemoração ao 200º aniversário de Charles Darwin, a Pick-upau lança seu braço científico, o Projeto Darwin, onde foram organizadas todas as pesquisas sobre biodiversidade da instituição. Em 2012, o projeto lançava sua própria publicação científica, a Darwin Society Magazine, com um estudo sobre “Manejo de Trilha em Floresta Tropical para Recuperação Florestal em Área de Preservação Permanente – APP”. Atualmente a revista está na sua 28º edição.

Reprodução

Charles Darwin.


Para subsidiar seus estudos e suas pesquisas criou um acervo técnico. Com a parceria de dezenas de editoras, empresas, bancos e governos lançou o Projeto Outono, hoje com cerca de 5 mil itens. O Portal Pick-upau mantém atualmente um acervo de conteúdo online gratuito com mais de 40 mil páginas.

Política e Meio Ambiente

Em 2010, passou a atuar politicamente a partir do ingresso no Conselho Estadual de Meio Ambiente de São Paulo – CONSEMA, onde integrou a Comissão de Biodiversidade, Florestas, Parques e Áreas Protegidas, participando de vários debates na área, inclusive sendo relator de diversos planos de manejo de Unidades de Conservação como o Parque Estadual do Jaraguá; o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira – PETAR, o mais antigo do estado de São Paulo; a Reserva Biológica e a Estação Ecológica de Mogi-Guaçu, unidades de conservação sob a coordenação do Instituto Florestal – IF e do Instituto de Botânica – IBT; a Floresta Estadual Serra D´Água – FESSEDA, em Campinas, entre outros. Permaneceu no Conselho, formando chapa, com o Instituto Pró Carnívoros, durante seis anos.

Pick-upau/Reprodução

Cachoeira do Beija-flor, no PETAR, uma das UCs que a Pick-upau foi relatora do Plano de Manejo.


A era das aves

Em 2015, a Agência Ambiental Pick-upau, através do Projeto Darwin, passou a realizar ações socioambientais e pesquisas sobre avifauna. O Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna. O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.


Pick-upau/Reprodução

Projeto Aves, criado em 2015, pesquisa avifauna em biomas brasileiros, sobretudo na Mata Atlântica.


Em 2016, inaugurou o Centro de Estudos e Conservação da Flora – CECFLORA, um espaço planejado para integrar todas as áreas de atuação da Pick-upau. O local mantém o viveiro florestal e seus equipamentos como incinerador orgânico, composteira, minhocário, estufa florestal, germinadores; laboratório de biodiversidade; seção de micologia; herbário; xiloteca; insetário; alojamento de intercâmbio científico; horta orgânica experimental; passaredo, que centraliza as atividades de observação de aves; além da sede, mata nativa, pomar, entre outros equipamentos.

Pick-upau/Reprodução

Centro de Estudos e Conservação da Flora - CECLORA.


Ao longo de sua história mobilizou Campanhas sobre a conservação da biodiversidade, a manutenção das regras Sistema Nacional de Unidades de Conservação, sobre as reformas do código florestal, o uso da energia nuclear, sobre as mudanças climáticas, sobre o descarte de resíduos sólidos e o consumo consciente, contra a construção da usina nuclear de Angra 3, sobre a preservação e conservação da Mata Atlântica e contra o tráfico de animais silvestres.

Reprodução

 

Campanhas socioambientais. Em 2010/2011, a Pick-upau usou o lançamento da última temporada, do sucesso mundial, da série Lost, para alertar sobre as mudanças climáticas.


A Agência Ambiental Pick-upau agradece a todos e todas que colaboraram para que a organização chegasse até aqui. Vamos em frente.

Da Redação
Fotos: Reprodução/Pick-upau

 
 
 
 
Copyright 2018 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
 

 

 
Patrocínio
 
 
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental