Patrocínio
 


 

Notícias+


Projeto Aves: Gavião-belo
Alimenta-se de grandes insetos aquáticos, caramujos e pequenos jacarés

GAVIÃO-BELO
Busarellus nigricollis (Latham, 1790)
Família: Accipitridae

25/10/2018 – A distribuição ocorre de maneira ampla, do México ao Uruguai. Há duas subespécies, ambas ocorrem no Brasil.

Busarellus n. nigricollis ocorre desde o México para o sul até a Amazônia, do oeste até o leste do Equador, leste do Peru, Venezuela, Guianas, Trinidad e para o sul até o leste da Bolívia e em todo o Brasil.

Busarellus n. leucocephalus ocorre do Paraguai, Uruguai, norte da Argentina até o sudeste do Brasil. Tem 51 centímetros. É marrom-avermelhado e a cabeça é esbranquiçada; alto peito com uma mancha preta; cauda curta e preta com a ponta branca; asas longas e largas. Imaturo com as partes inferiores e a cabeça amarelada e estriada.

Pick-upau/Reprodução/Viviane Rodrigues Reis

Gavião-belo (Busarellus nigricollis).


Habita pântanos, banhados, manguezais, brejos, beira de lagoas no pantanal, matas de galeria, buritizais alagados, rios, lagoas e represas. Às vezes 10 ou mais indivíduos podem se reunir em árvores secas, na borda de pantanais e banhados.

É tranquilo, permitindo grande aproximação. Seu voo é potente, sobe planando até grande altura. Geralmente permanece empoleirado, à beira d água, precipitando-se sobre peixes em locais rasos ou em meio à vegetação flutuante.

Alimenta-se de grandes insetos aquáticos, caramujos e pequenos jacarés a partir de poleiros fixos ou pairando baixo sobre a vegetação aquática. É habilidoso na pescaria, utiliza os pés providos de espículas e garras compridas e curvas para capturar os peixes, e não molha a plumagem.

O ninho é feito com gravetos, tem formato de plataforma e é instalado entre 12 e 15 metros. Coloca um único ovo cinzento manchado de marrom.

Pick-upau/Reprodução/Viviane Rodrigues Reis

Gavião-belo (Busarellus nigricollis).

 

Em comemoração ao centenário da aprovação da Lei do Tratado das Aves Migratórias (MBTA, na sigla em inglês), importantes instituições estrangeiras como National Audubon Society, National Geographic, BirdLife International e The Cornell Lab of Ornithology, oficializaram 2018 como o Ano da Ave. Aqui no Brasil, a Agência Ambiental Pick-upau também realizará uma série de ações para a promoção do Projeto Aves, patrocinado pela Petrobras, incluindo matérias especiais sobre as aves nas mais diversas áreas, como na ciência.



O Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna.



O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação/Viviane Rodrigues Reis
Fotos: Reprodução/Viviane Rodrigues Reis

 
 
 
 
Copyright 2018 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
 

 

 
Patrocínio
 
 
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental