Patrocínio
 


 

Notícias+


Projeto Aves: Gibão-de-couro
Vive em casal ou em pequenos grupos familiares, é sedentário.

GIBÃO-DE-COURO
Hirundinea ferruginea (Gmelin, 1788)
Família: Tyrannidae

16/04/2019 – Há quatro subespécies, três ocorrem nos Andes e nas montanhas do norte da América do Sul. Duas ocorrem no Brasil e uma na Mata Atlântica.

Hirundinea ferruginea bellicosa se distribui pelo centro e leste da América do Sul, incluindo o leste do Paraguai, nordeste da Argentina e Uruguai, no sul e leste do Brasil inclusive em toda a Mata Atlântica.

Pick-upau/Viviane Rodrigues Reis/Reprodução

Gibão-de-couro (Hirundinea ferruginea).



Tem 17 centímetros. Possui o lado dorsal marrom; baixo dorso com a base da cauda e barriga ocre-avermelhadas.

Vive em casal ou em pequenos grupos familiares e é sedentário. Ocorre em áreas abertas, próximo a pedras e escarpas.

Pick-upau/Viviane Rodrigues Reis/Reprodução

Gibão-de-couro (Hirundinea ferruginea).



Pousa nos parapeitos de prédios altos, mourões de cerca e em antenas. Alimenta-se de insetos através de manobras rápidas e acrobáticas.

Constrói o ninho em forma de taça aberta com raízes, palhas e pedaços de rochas, sobre lajedos, penhascos, barrancos sujos e nas fachadas dos edifícios em cidades. Coloca de dois a três ovos com manchas cor de ferrugem.

Pick-upau/Viviane Rodrigues Reis/Reprodução

Gibão-de-couro (Hirundinea ferruginea).



O Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna. O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação (Viviane Rodrigues Reis)
Fotos: Pick-upau/Viviane Rodrigues Reis/Reprodução

Com informações de Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos, 2015; Grantsau, 2010; IOC World Bird List, 2018; Moreira-Lima, 2013; Ridgely et al., 2015; Sigrist, 2014; Somenzari et al., 2018.

 
 
 
 
Copyright 2019 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
 

 

 
Patrocínio
 
 
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental