Patrocínio
 


 

Notícias+


Pinguim-imperador pode ser mais uma vitima do clima
Pesquisadores apontam que espécie corre risco de extinção

11/11/2019 – Pesquisadores do Instituto Oceanográfico Woods Hole (WHOI, na sigla em inglês), dos Estados Unidos, indicam que o pinguim-imperador será uma das espécies que podem ser extintas com o clima mais quente.

A estimativa do grupo de pesquisadores é que até o fim do século o pinguim-imperador (Aptenodytes forsteri) seja mais uma vitima das mudanças climáticas. O estudo publicado na revista “Global Change Biology” traz um cenário nada animador.

Reprodução/Maxpixel

 



“Se o clima global continuar se aquecendo na taxa atual, esperamos que os pinguins-imperadores na Antártida experimentem um declínio de 86% até o ano 2100”, disse Stephanie Jenouvrier, ecologista de aves marinhas do WHO e uma das principais autoras do estudo. “Nesse momento, será muito improvável que eles se recuperem”, completa.

A principal questão relacionada ao seu declínio é o destino do gelo marinho, que a espécie usa como local de procriação. Segundo os pesquisadores, os pinguins-imperadores costumam fazer suas colônias em bases de gelo em condições muito específicas. Precisam estar protegidas na costa do continente antártico e próximas ao mar aberto para facilitar o acesso ao alimento. Mas com o aquecimento do planeta o degelo torna-se mais comum e as condições de sobrevivência da espécie ficam muito comprometidas.

Reprodução/Maxpixel

 



A pesquisa compilou dados de dois modelos de computador. O primeiro modelo climático foi determinado pelo Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica (NCAR, na sigla em inglês), que apresenta dados de onde e quando o gelo antártico se formaria em diferentes cenários climáticos. Já o segundo panorama traz projeções sobre a população dos pinguins, calculando como as colônias poderiam reagir às mudanças climáticas.

“Estamos desenvolvendo esse modelo de pinguim há 10 anos”, disse Jenouvrier. “Ele pode fornecer uma descrição muito detalhada de como o gelo marinho afeta o ciclo de vida dos pinguins-imperadores, sua reprodução e mortalidade. Quando alimentamos os resultados do modelo climático do NCAR, podemos começar a ver como diferentes alvos de temperatura global podem afetar a população de pinguins-imperador como um todo.”

Reprodução/Maxpixel

 



A pesquisa foi montada em três cenários, com a temperatura global aumentando 1,5 graus Celsius (meta estabelecida pelo Acordo de Paris); aumento de 2 °C; e um último com aumento da temperatura entre 5 °C a 6 °C, ou seja, um cenário sem nenhuma interferência a redução das mudanças climáticas.

Considerando esses dados o cenário de 1,5 °C, determinaria a perda de 5% do gelo marinho até 2100, causando a redução de 19% no número de colônias desses pinguins. Caso o aumento seja de 2 °C, a perda de gelo marinho seria três vezes maior e mais de um terço das colônias desapareceriam. No cenário mais drástico o efeito seria implacável com a espécie. “Nesse cenário, os pinguins estarão efetivamente marchando para a extinção no próximo século”, disse Jenouvrier.

Saiba mais sobre a espécie.

Reprodução/Maxpixel

 



Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna. O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação, com informações da Revista Planeta
Fotos: Maxpixel/Reprodução

 
 
 
 
Copyright 2019 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
 

 

 
Patrocínio
 
 
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental