Patrocínio
 


 

Notícias+


Projeto Aves: Bico-de-lacre
Nativa do continente africano. Foi introduzido no Brasil no início do século XX.

BICO-DE-LACRE
Estrilda astrild (Linnaeus, 1758)
Família: Estrildidae
Nome em inglês: Common Waxbill

12/11/2019 – Nativa do continente africano. Foi introduzido no Brasil no início do século XX. Há quinze subespécies. As populações da Mata Atlântica provavelmente são resultado de hibridização de formas distintas.

Divulgação/Pick-upau

Bico-de-lacre (Estrilda astrild)



Parece mais numeroso no Rio de Janeiro e em São Paulo e provavelmente ainda esteja expandindo sua distribuição pelo Brasil. Ocorre até 1500 m de altitude.

Tem de 10 a 13 cm. Marrom, finamente barrado escuro; bico e faixa através dos olhos vermelhos; garganta e peito mais claros do que o lado dorsal; macho, com mancha vermelha; crisso e infracaudais pretos.

Divulgação/Pick-upau

Bico-de-lacre (Estrilda astrild)



Habita campos, parques e cidades. Tem preferência por capinzais e zonas rurais. Nos capinzais disputa sementes com o tiziu (Volatinia jacarina) e o coleirinho (Sporophila caerulescens).

Desloca-se em voos flutuantes, emitindo chamados delicados e indistintos, chiados como “tchiu” ou “tch-tch-tch”; o canto acelera em um “tch-tch-tchiu”.

Divulgação/Pick-upau

Bico-de-lacre (Estrilda astrild)



Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna. O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Divulgação/Pick-upau

Bico-de-lacre (Estrilda astrild)



Da Redação (Viviane Rodrigues Reis)
Fotos: Pick-upau/Reprodução
Com informações de Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos, 2015; IOC World Bird List, 2018; Moreira-Lima, 2013; Ridgely et al., 2015; Sigrist, 2014.

 
 
 
 
Copyright 2019 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
 

 

 
Patrocínio
 
 
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental