Patrocínio
 


 

Colônia de aves raras desaparece, intrigando cientistas
Pesquisadores acreditam que as tarambolas, em risco de extinção, sumiram de suas áreas comuns

16/07/2020 – Uma equipe de busca especializada em vida selvagem foi enviada às Ilhas Chatham, 650 km a oeste da Nova Zelândia, para resgatar os últimos sobreviventes de um bando de aves ameaçado de extinção, durante o lockdown por causa do coronavírus.

Segundo a equipe de resgate, somente 250 tarambolas (tuturuatu) foram encontradas. Elas estão entre as mais raras do mundo. O trabalho de reintrodução das aves na região foi iniciado depois de serem quase extintas em 1880, predados por gatos e ratos. As aves sobreviveram por mais de 100 anos em uma colônia a oeste da Nova Zelândia.

As tarambolas são endêmicas da Nova Zelândia e são conhecidas por sua “atitude e simpatia”, o que torna mais vulneráveis aos predadores por causa de seus ninhos postos no solo. Em 2007, a ilha de Mana, na costa de Kapiti, na ilha do Norte, foi uma colônia de tarambolas. Entretanto, poucos anos após a reintrodução, um único rato matou metade da população e o restante acabou morrendo também por causas não determinadas.

Reprodução/Dave Houston/Departamento de Conservação/DOC

 



Depois da devastação de 2007, conservacionistas evitaram realizar novas introduções da tarambola, até que a situação dos predadores fosse definida. Mas em abril e maio deste ano, foram transportadas 29 aves jovens para a ilha. As aves receberam tarjas de cores, mas não foram rastreadas, informou o Departamento de Conservação (DOC). Ao retornar a Ilha agora, a equipe não encontrou nenhuma ave no local.

Dave Houston, do Departamento de Defesa dos EUA e chefe do grupo de recuperação da tarambola, diz que o desaparecimento das aves é “frustrante”, por tudo que foi investido no programa. Segundo Houston, não é possível determinar o que ocorreu com as 26 aves, apesar de ter conseguido rastrear três sobreviventes até a praia de Plimmerton, já no continente.

"As aves não ficaram em casa como esperávamos", disse Houston. “Honestamente, não sabemos o que os está fazendo sair; mas pode ser que uma única ave tenha decidido voar para o continente e todo mundo as seguiu - poderia ser um comportamento aleatório, não temos certeza”, disse ao The Guardian.

Durante operações de reintrodução anteriores, os responsáveis verificaram que as tarambolas da costa voavam até o sul Christchurch, na Ilha Sul. “É frustrante, podemos dar instruções rígidas, mas eles optam por não obedecer. Eles são uma espécie desafiadora de manejar, por isso é uma grande perda perdê-los. Mas nós persistimos”, diz.

Reprodução/Dave Houston/Departamento de Conservação/DOC

 



Se os três sobreviventes forem encontrados, eles serão devolvidos à ilha de Mana e serão mantidos em um aviário por um mês, disse Houston. Os transmissores de rádio também devem ser instalados nas aves, com objetivo de monitorar os indivíduos, para que "possam determinar seu destino... Talvez não os encontremos", ponderou Houston. "Eles não são transmissores de longo alcance."


Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações do The Guardian
Fotos: Reprodução/Dave Houston/Departamento de Conservação/DOC

 
 
 
 
Copyright 2020 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
     
   

 

     
Patrocínio    
     
     
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental