Patrocínio
 


 

Empresa espanhola é processada por eletrocussão de aves
Em caso histórico, Endesa pode ser responsabilizada pela morte da avifauna local

04/05/2021 – A Endesa, empresa espanhola de fornecimento de energia elétrica está sendo processada por causar a morte de centenas de aves eletrocutadas em postes e cabos de energia e por descumprir legislações de proteção da vida selvagem.

Depois de três anos de investigação, o procurador-geral do meio ambiente em Barcelona, Antoni Pelegrín, abriu um processo contra a Endesa e seis executivos da empresa, por crimes ambientais e por supostamente não cumprir regras de segurança.

Segundo o processo, somente entre 2018 e 2020, 255 aves foram eletrocutadas em postes de Osona, no norte da Catalunha. A maioria aves de grande porte como cegonhas, abutres, além de águias e falcões-peregrinos.

Em Sant Quirze de Besora, durante 2018, morreram 72 cegonhas-brancas, aves migratórias. Entre 2019 e 2020 outras 93 foram mortas pelo mesmo motivo. Claro que isso é um problema global, mas entendemos que na Espanha é um caso particularmente grave. O motivo é a quantidade de aves migratórias que passam pela Península Ibérica e o Estreito de Gibraltar, cruzando os Pirineus todos os anos.

A morte de águias-douradas e de Bonelli, ambas ameaçadas de extinção, por eletrocussão é comum no país, segundo a Sociedade Espanhola de Ornitologia (SEO). As estimativas apontam que 33.000 aves de rapina morram todos os anos na Espanha.

Reprodução/Maxpixel

 



A morte de aves menores é mais incomum. Mas para as maiores os riscos se ampliam quando abrem as asas e encostam-se a algum dispositivo que esteja inadequadamente isolado. “Eles causam a morte não apenas de milhares de aves por eletrocussão, mas nosso relatório estima que cerca de 5 milhões morrem ao colidir com os cabos”, disse o oficial de conservação de espécies da SEO, Nicólas López, que participou da investigação.

López diz que há pouca vontade política para pressionar empresas poderosas na Espanha. “Sabemos do problema e das medidas que precisam ser tomadas para evitar a eletrocussão desde a década de 1980, mas ainda estão instalando novas linhas que não atendem às regulamentações”, disse ele em entrevista ao The Guardian.

A ação afirma que a Endesa deve “a adotar as medidas necessárias para evitar riscos ou danos incorridos pelo transporte de eletricidade não só às pessoas, mas à flora, à fauna e ao meio ambiente em geral”.

Apesar de ter apresentado em 2013 um plano para a conformidade ao governo regional da Catalunha, cinco anos depois a Endesa não efetuou as promessas, diz a ação. A empresa realizou apenas ajustes pontuais nas suas linhas de transmissão apesar de “ter sido solicitada e repetidamente informada da necessidade de realizar um plano sério e eficaz para tornar seguras essas instalações perigosas”, diz a ação.

A Endesa não respondeu formalmente à acusação e afirmou que este ano irá investir € 4,6 milhões na proteção de aves e que em 2020 construiu 659 postes seguros a um custo de € 2,2 milhões. Em 2018, em um acórdão inédito, um tribunal de Castela-La Mancha, multou uma empresa de energia em 149 mil euros pela morte, por eletrocussão, de uma águia-imperial-ibérica, espécie ameaçada de extinção.

Reprodução/Maxpixel

 



“Achamos que este caso é realmente importante porque não é apenas contra a empresa, mas também traz acusações criminais contra seis de seus executivos seniores. Isso é diferente de apenas multar a empresa, cujo custo eles repassam para o consumidor de qualquer maneira. Mas sabemos que eles têm muito dinheiro para contratar advogados e podem arrastar o caso por anos”, conclui López.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações do The Guardian agências internacionais
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
 
Copyright 2021 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
     
   

 

     
Patrocínio    
     
     
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental