Patrocínio
 


 

Casas Bahia derruba anúncio de produto depois de um mês
Agência Ambiental Pick-upau pressionou empresa a retirar equipamento de seu site

07/07/2021 – Depois de muita pressão e dezenas de emails e ofícios a Casas Bahia finalmente atendeu a solicitação da Agência Ambiental Pick-upau para excluir de sua plataforma digital o equipamento “Espanta Pássaro Guardian 2 Eco À Gás Portátil Com Pedestal Fixo”.

Levou mais de um mês para que a Casas Bahia, que pertence ao grupo Via Varejo Markplace, respondesse ao nosso chamado. Apesar dos vários canais de comunicação, a empresa tentou ignorar a solicitação, mas com a adesão de empresas concorrentes e a pressão da Agência Ambiental Pick-upau a varejista decidiu banir permanentemente o produto de sua loja virtual.


Reprodução/Maxpixel

 



O equipamento anunciado prometia espantar aves e outros animais a partir da emissão de estampidos a 120 decibéis, o produto abastecido por gás butano e propano traz várias recomendações dos riscos de seu uso como não utilizar em ambientes fechados.

A bióloga-chefe da Agência Ambiental Pick-upau, Viviane Rodrigues Reis, explica como funciona o sistema auditivo das aves. “Nas aves a columela (estribo) e a sua projeção cartilaginosa, a extra-columela transmitem as vibrações do tímpano para a janela oval da orelha interna. A cóclea das aves tem a mesma estrutura básica que a de outros vertebrados, porém parece ser especializada para distinções sutis de frequência e do padrão temporal do som. A cóclea de uma ave tem cerca de 1/10 do comprimento da cóclea de um mamífero, mas tem cerca de dez vezes mais células ciliadas por unidade de comprimento. (Pough et al., 2003). Aves não possuem aurícula e o meato é recoberto por penas especializadas de contorno (coberteiras de orelha). Na maioria das aves as aberturas dos meatos auditivos externos são pequenas, com apenas poucos milímetros de diâmetro.O conduto auditivo horizontal é curto e a membrana timpânica projeta-se para fora, em vez de para dentro. A columela é o único ossículo presente. O ducto coclear é curto em comparação com o dos mamíferos. Por causa dessas diferenças, as aves apresentam boa discriminação de volume de som (frequência), mas são menos sensíveis do que seres humanos a tons mais altos e baixos. A resolução temporal é cerca de 10 vezes mais rápida que em seres humanos. (Tully, Jr. T. N. 2010).”

Histórico
Há dois meses uma ativista da Agência Ambiental Pick-upau, ao realizar pesquisas de mercado de insumos para a organização se deparou com o equipamento intitulado “Espanta Pássaro Guardian 2 Eco À Gás Portátil Com Pedestal Fixo”. Uma espécie de bazuca que deveria ser conectado em um botijão de gás GLP, e que prometia, segundo sua descrição, espantar aves, roedores, morcegos e qualquer outro animal que pudesse ser considerado uma ameaça para sua produção.


Reprodução/Maxpixel

 



Tudo parecia um erro naquele anúncio. Uma imagem agressiva, que nada combinava com a plataforma; o uso de gás GLP, por certo um risco imenso à vida, até o próprio anunciante alerta para uso longe de crianças; a ausência completa de estudos ou justificativas científicas que aquele equipamento não causaria danos à saúde humana ou a biodiversidade. Até o escárnio de chamar o produto de ‘eco’, querendo atribuir ao equipamento um teor ecológico que jamais teria.

Após a exclusão do anúncio a Pick-upau enviou algumas perguntas para a assessoria de imprensa das duas varejistas. Desde quando este produto está disponível no site da empresa? Quantos equipamentos foram comercializados nesse período? A empresa faz, em suas ações, a diferenciação entre responsabilidade ambiental e responsabilidade socioambiental? E se a empresa tem atuação na área ambiental para além das exigências legais? A Casas Bahia preferiu não responder e enviou uma nota.

“Agradecemos seu contato e esclarecemos que a Via realiza um processo contínuo de revisão de lojistas e de produtos cadastrados em sua plataforma. Contamos com uma equipe dedicada ao processo de identificação de itens, mantendo operante apenas parceiros condizentes aos requisitos de atendimento legais e os exigidos pela empresa. Sobre o item em questão, informamos que já foi retirado das nossas plataformas e incluído na base de restrição das marcas da companhia”, disse Juliana Andrade, da Comunicação Corporativa e Digital do Via Varejo, que controla a Casas Bahia.


Reprodução/Maxpixel

 



A Organização agradeceu as empresas por atenderem a solicitação de exclusão do produto.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
 
Copyright 2021 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
     
   

 

     
Patrocínio    
     
     
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental