Angra 3 tem alto custo e material obsoleto, diz professor
Durante um debate, sobre hidrelétricas e outros tipos de energia, Luiz Pinguelli Rosa, físico, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e diretor do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós Graduação e Pesquisa de Engenharia
Governo alemão decide eliminar energia nuclear até 2022
Angela Merkel, chanceler alemã, determinou que o país desligue seus reatores nucleares até 2022. Logo após a comissão ética concluir suas deliberações, os cristão-democratas da CDU de Merkel se reuniram com o partido aliado União Social
Após 25 anos, Chernobyl ainda representa ameaça
Um quarto de século depois do acidente na Usina Nuclear de Chernobyl e especialistas afirmam que a precipitação radioativa ainda é uma ameaça ambiental, apesar de não existirem muitas pesquisas sobre o assunto. Estudos mostram
Usina de mentiras
O documento assinado pelas principais associações de servidores dos órgãos ligados ao programa, CNEN e o IPEN, levou Mercadante a pedir imediatamente uma investigação interna para apurar melhor os fatos. Poucos dias depois do começo
Físico fala sobre construção de usinas nucleares no Brasil
José Goldemberg, físico da USP (Universidade de São Paulo), disse em uma entrevista ao programa “Revista Brasil” da Rádio Nacional, que o Brasil necessita revisar os planos para construção das novas usinas nucleares. Goldemberg fez essa
Crise nuclear no Japão chegou ao nível máximo mundial
O governo japonês elevou de 5 para 7 o nível na escala INES a gravidade do desastre ocorrido na usina de Fukushima. Um mês após sofrer um terremoto seguido por um tsunami que devastou completamente A região nordeste gerando a crise
Angra reforça plano de segurança
A fim de melhorar os padrões de segurança de Angra 1 e Angra 2, a Eletronuclear, responsável pelas usinas, pretende ampliar o mapeamento das vias de acesso às centrais nucleares. O intuito é criar um plano de fuga via mar. Para isso pretende
Depois do desastre natural a temeridade humana
É fato que não podemos evitar ou sequer prever terremotos e tsunamis, e os japoneses sabem bem disso. A tragédia no Japão comove o mundo e nós também nos solidarizamos com todo o povo japonês que enfrenta e enfrentará grandes desafios
Fukushima: a história se repete
A história da energia nuclear é marcada por acidentes, que na maioria das vezes custam vidas humanas e destruição do meio ambiente. Com isso acumulam-se comparações entre o que houve no Japão com acidentes ocorridos em outras partes
Fukushima já é + 1 episódio sombrio da energia nuclear
A central de Fukushima Daiichi 1, localizada no nordeste do Japão, sofreu uma explosão devido ao terremoto de magnitude 8,9 que destruiu várias cidades japonesas. O reator nuclear apresentou vazamento depois de a explosão ter destruído
 
 
 
 
 
 
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental